Servidores e servidoras aceitam proposta

Após várias reuniões e assembleias com o objetivo de colocar fim as pendências da greve de 2006, a categoria cansados de enrolação por parte da Administração e não sustentação da palavra do prefeito, decidiu em assembleia realizada neste sábado, 13 de novembro de 2010, as 9 horas na sala Joubert de Carvalho, por aceitar a proposta apresentada pela administração.

As propostas:

1-Os servidores que tiveram negado o direito de participar no processo de avaliação de progressão funcional, referente aos dias não trabalhados na greve do ano de 2006, poderão participar de nova avaliação de progressão, através de comissão definita pela secretaria de administração, sendo que, os dias parados na greve não poderão ser objeto de nota negativa;

2-O município assegura o direito ao sindicato, no caso de indeferimento da progressão funcional, de intervir no processo no momento oportuno;

3-Uma vez concluído o processo de progressão, o servidor contemplado pela comissão de avaliação, terá a sua progressão funcional de imediato incorporado aos seus vencimentos;

4-Para o ajuste da composição, o município propõe aos servidores que não foram contemplados pelo quinquênio, por conta da suspensão do seu benefício em decorrência da greve, a concessão da licença prêmio de 90 dias,à ser gozada conforme escala da administração.

O prazo para fechamento do acordo é até 22 de novembro e será feito na 5a Vara Cível do fórum em Maringá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis + doze =