SISMMAR luta por 30 horas também para estatutárias

.
Amanhã (1º), às 11 horas, dirigentes do Sismmar estarão no gabinete do secretário da SASC, Ulisses Maia, para tratar da jornada de 30 horas também para as assistentes sociais estatutárias. O SISMMAR entende que essa valorização pode ocorrer (e dinheiro para isso não falta) independente de decisão judicial.

Vale lembrar que o SISMMAR entrou na Justiça, com duas ações, para garantir a jornada de 30 horas, sem redução salarial, às assistentes sociais. As celetistas já tiveram o direito assegurado. A ação das estatutárias ainda não teve decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove + 16 =