Relatório do OSM revela descaso do governo atual com a Educação

.
Não é de hoje que o SISMMAR cobra mais investimentos da administração municipal na área da Educação e reclama do descaso do atual governo com os professores. Se está sobrando dinheiro, esses recursos poderiam ser aplicados de modo a garantir avanços aos professores e demais profissionais da Educação.

O descaso do atual governo ficou evidenciado na apresentação de um relatório do Observatório Social de Maringá (OSM), na manhã de hoje (5), sobre as contas da SEDUC.

Segundo o relatório, em 2010, a administração aplicou no ano passado 24,15% da arrecadação na área da educação, desrespeitando a Constituição, que prevê um mínimo de 25%. O mínimo não foi atingido por conta do cancelamento de uma quantia de R$ 2,8 milhões – empenhada em dezembro de 2010.

O OSM calcula que, apenas com o valor que faltou para chegar a 25% a prefeitura poderia ter pago um curso de pós-graduação para 558 professores, 1/3 do total. O que a Prefeitura de Maringá deixou de aplicar na educação corresponde a mais de R$ 96 por aluno da rede municipal. Em Londrina e em Curitiba os índices ficam em R$ 6,92 e R$ 1,90 por aluno, respectivamente.

No entendimento da diretoria do SISMMAR, o dinheiro que a prefeitura deveria ter aplicado na Educação, e não o fez, poderia ter sido investido na capacitação de todas as auxiliares de cheche, com curso de Pedagogia, permitindo a inclusão delas no PCCR do Magistério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte + 3 =