Entidade pede o fim de repasse ao Sama*

Outra deliberação feita pelos trabalhadores (as) na última assembleia da Campanha Salarial 2014 foi a publicação do nome da entidade que ingressou com ação civil pública para que o município de Maringá deixe de contribuir com a assistência à saúde dos servidores (as) públicos municipais. 

Trata-se da Associação de Estudos e de Defesa do Contribuinte e do Consumidor (Aedec), presidida por Débora Santos de Oliveira, que questiona os valores gastos pelo Saúde Maringá (Sama) com a Associação Bom Samaritano (Hospital e Maternidade Santa Rita). Leia aqui a notícia na íntegra
*Com informações de Ângelo Rigon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9 − 1 =