Sem compromisso com servidores (as), prefeito se nega a conceder reajuste de 10%

Conforme o blog informou, ontem o sindicato se reuniu com o prefeito Carlos Roberto Pupin (PP) para defender o reajuste de 10% aprovado pelos servidores (as) em assembleia. Na reunião estiveram presentes também o secretário de Recursos Humanos Gilmar Benkendorff e o secretário da Procuradoria Geral do município Luiz Manzato.

O prefeito se manteve irredutível em sua “proposta”, apenas o índice da inflação de 4,66%, o sindicato permaneceu firme na certeza de que pela análise dos números é possível sim avançar no reajuste que a categoria aprovou. Após muito debate Pupin se comprometeu verbalmente a se reunir com sua equipe para conversar.

Portanto, em face desta inércia da administração os dirigentes solicitaram que haja uma resposta por escrito em forma de ofício a ser encaminhada ao SISMMAR ainda na tarde de hoje, para que de posse deste documento os (as) trabalhadores (as) decidam o que fazer diante da resposta do Executivo. No entanto, Pupin, tampouco, não se comprometeu com o sindicato a enviar o documento.

Servidores e servidoras, já não resta mais dúvidas quanto a postura da administração. Enxergamos por meio desta atitude que esta gestão pouco se preocupa com os trabalhadores (as). O prefeito já conhece a resposta da categoria e sabe que ela está insatisfeita com a mísera “proposta” feita por ele.

Conforme deliberado, TODOS (AS) os (as) vereadores (as) estão CONVOCADOS, por ofício entregue nesta semana, a participar da assembleia logo mais às 18h (1ª chamada) no Plenário da Câmara Municipal. Não resta outro caminho senão nos mobilizar e fazer valer os nossos direitos. Pedimos que a categoria esteja presente em massa permanecendo firme na sua convicção do reajuste de 10%. Vamos à luta!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × quatro =