Operacionais da Educação mostram força e lotam assembleia no SISMMAR

Operacionais da Educação comparecem massivamente à assembleia específica na sede do SISMMAR e lotam o auditório para debater ideias e construir propostas em busca de melhores condições para a categoria; Com a primeira assembleia de 2023 completamente lotada, servidoras mostram que o ano que se inicia será de muitas reivindicações e muita luta das servidoras e dos servidores municipais de Maringá

Operacionais da Seduc compareceram à assembleia e deram início às mobilizações de 2023 – Foto: Matheus Gomes

Em assembleia convocada pela gestão Sindicato é pra Lutar na noite de ontem (25), as operacionais da Educação mostraram a força do coletivo e compareceram em peso à sede do SISMMAR. Após as conversas realizadas entre a direção sindical e representantes do grupo, o encontro desta quarta-feira, que é apenas o primeiro de 2023, teve como objetivo debater o Acordo Coletivo de Trabalho que regulamentou a chamada “semaninha” há uma década. Desde o retorno das aulas pós pandemia, a maioria das operacionais da Educação verificou que o acordo causou apenas mais trabalho e, consequentemente, menos descanso, sem qualquer outra mudança que pudesse ser benéfica para a categoria.

Com o auditório completamente lotado, a assembleia teve como objetivo principal discutir alternativas para o texto do acordo. A partir de ampla participação durante os debates, foi construída  uma proposta unificada para o acordo em questão. Por unanimidade, a assembleia aprovou a proposta que retira uma expressão do ACT de forma em que reduza a sobrecarga de trabalho nos intervalos. Em caso de negativa por parte da Prefeitura, a mesma proposta estabelece que o recesso seja concedido de maneira integral, não apenas de uma semana.

Uma comissão de representantes foi eleita e passará a atuar conjuntamente à direção do SISMMAR para dar continuidade e aprofundamento nos trabalhos e estudos em prol da categoria.

Juntamente desta pauta central houve espaço para que outras reivindicações fossem apresentadas, sempre com bastante apoio de todas as presentes. Também com aprovação de maneira unânime, a categoria decidiu pela construção de campanhas de valorização e respeito às operacionais. Estas medidas serão organizadas conjuntamente pelo SISMMAR e pela comissão eleita.

Frente a esta importante assembleia realizada na noite desta quarta-feira, a gestão Sindicato é pra Lutar parabeniza a disposição de luta das operacionais da Educação que atenderam à convocação. Bem como para todas as áreas do funcionalismo público municipal de Maringá, a direção sindical se coloca lado a lado das servidoras e servidores para a construção de ações em busca da união das lutas e do fortalecimento de toda a categoria.

Confira mais fotos da assembleia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove − um =