Desespero: servidor demitido ameaça greve de fome

Servidor que atuava na Guarda Municipal foi demitido recentemente após processo administrativo instaurado em 2009 em relação a um ato que ocorreu em 2007, envolvendo o trabalhador. O “crime” foi rasgar o nome da secretária da educação a época de um cartaz fixado na escola.
Diante do desespero de não ter como garantir o sustento da família, o servidor decidiu fazer greve de fome como forma de protestar contra sua demissão. O SISMMAR interferiu e com a ajuda de outros servidores conseguiu convencê- lo a fazer outro tipo de manifestação pois a greve de fome é um ato extremo e há outras formas de resolver esta situação sem colocar em risco a saúde do trabalhador.
O SISMMAR já entrou com pedido de revisão da pena e aguarda agora uma decisão da administração municipal sobre este assunto.

ESTAMOS DE OLHO!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 − 1 =